terça-feira, 1 de julho de 2008

Que Dia ...... Que Humor.........



Acordei hoje tal como uma Abelha em dia de tempestade.

Estou na fossa.

É chato termos de trabalhar por obrigação sempre a pensar no fim do mês para termos dinheiro para tentar sobreviver a esta vida, e ........ coitado não dura nadinha, tem uma pressa em fugir..... paciência, por muito que corra atrás dele, ele "evapora-se" por entre os dedos.

Olho lá para fora através de uma janela que já não vê água desde a última chuvada, mas dá para ver o céu azul e ver que deve estar sol.

Apetecia-me sair daqui. Para onde? Não faço a mínima ideia, bastava sair daqui, deixar de ver estes rostos, ou melhor estas fachadas de rostos, onde a máscara esconde a realidade.
Deixei cair a minha máscara, e pensei que se fosse eu mesma sentir-me-ia muito melhor. Enganei-me redondamente, a máscara, a carapaça, o faz de conta ainda continua a ser o melhor, ainda continua a "transformar-nos" em seres capazes de suportar a mentira, a hipocrisia, a velhaquisse, os sorrisos de plástico.
Corri tudo, e sorte minha, afinal não tinha deitado fora a minha máscara a minha carapaça, simplesmente a tinha escondido, mas encontrei-a. Ou, ela veio ter comigo, sentiu que eu necessitava dela para sobreviver nesta selva.
Selva? Não, era bom demais se fosse selva, na selva os animais são o que são, não escondem nem fazem nada para mostrar o que não são. Isto, este lugar é o Jardim Zoológico ou melhor é um Circo de Feras, onde os animais são "ensinados" a fazer o que melhor lhes convém, para serem agraciados com um doce dado á socapa pelo director, ou seja pelo domador.

Que raio de mundo este.

Sempre me questionei de onde vim, explicaram-me que vim de dentro da barriga da minha Mãe, por isso como me sinto um ET, a minha Mãe só pode ser uma nave extraterrestre. Vi logo.

Tenham um dia feliz,



Abelhaferrona

2 comentários:

prosasvadias disse...

Somos dois. Com uma diferenç amiga Abelha eu não tenho asas.

Anónimo disse...

Cara amigo Prosas, não tem asas mas é vadio, a vida é sua, faz dela o que bem entender. E um paraquedas faz a mesma coisa que um par de asas.
Um favo de mel
Abelhaferrona