domingo, 18 de maio de 2008

AMIZADE





Para todos os que passaram pela minha vida, os que ainda estão entre nós e para aqueles que já partiram, uns que estiveram durante mais tempo, outros durante menos tempo, uns com boas "intenções" outros tentando fazer o "mal", a todos esses eu vou dedicar um texto de um grande autor, que se alguém que ler este post, saberá o que quero dizer.

Para todos vós, os que vieram por bem, e os que tentaram e simplesmente não passaram da "porta", a vós dedico este pequeno texto, com uma mensagem pessoal:

Venham todos, venham todos os que são amigos, venham sempre que entenderem, que vos apetecer, que se lembrem, têm todos sempre um lugar muito especial dentro deste meu coração. Existem aqueles que estão quase todos os dias a nosso lado que por tudo e por nada repetem que nos dizem isto mas porque são nossos amigos ... isso deixa muito a desejar e eu não acredito, existem aqueles que lá longe, se vão lembrando de dizer: "Olha eu ainda estou aqui, sempre que precisares, eu estou a teu lado", esses sim, esses são os verdadeiros amigos.


"Aos que passam pela nossa vida


Cada um que passa em nossa vida passa sozinho ...

Porque cada pessoa é única para nós,

e nenhuma substitui a outra.

Cada um que passa em nossa vida passa sozinho,

mas não vai só ...

Levam um pouco de nós mesmos

e nos deixam um pouco de si mesmos.

Há os que levam muito,

mas há os que que não levam nada.

Há os que deixam muito,

mas não há os que não deixam nada.

Esta é a mais bela realidade da vida ...

A prova tremenda de que cada um é importante

e que ninguém se aproxima do outro por acaso ..."


Autor: Saint Exupery

6 comentários:

Anónimo disse...

não vou dizer nada,

porque a língua calcinou as palavras,

e o incêndio levou-nos a boca

Anónimo disse...

Bom .... perante um comentário deste teor, das duas uma ou uma pessoa muito teórica a tentar fazer dos outros burros, ou um burro a tentar ser teórico.
Achava que se devia ter ficado pela 1ª frase "não vou dizer nada" o resto das explicações não são entendíveis.
Ana

ProsasVadias disse...

Confesso aqui porque me aproximei:deslumbramento. Não sou para grandes deslumbramentos, mas tive direito a um, o teu. Obrigada por seres, existires e estares.

TEU

Anónimo disse...

Cada vez te entendo menos e detesto enigmas, conhecendo-me como acho que me conheces devias saber que mais vale ir directo ao assunto do que rodeá-lo com palavras, que serão por bem ou por mal????
Começa a ser para mim o que sou para ti, directo, se existe algo que não entendes, pergunta, mas não atires palavras para o ar para testares o meu QI, ele já é baixo por natureza, mas serve para uma pessoa normal como eu.
Ana

Eli disse...

Olá! Por vezes é banalizado o nosso agradecimento aos outros e até desvalorizado, pois habituámo-nos a reparar apenas no que está errado. Espero que estejas a sentir-te reconhecida pelas tuas qualidades e palavras!

Beijo

:)

Anónimo disse...

Estou mais reconhecida pelas tuas palavras carinhosas.
Um beijo Eli
Tua amiga Ana