quinta-feira, 6 de março de 2008

A MULHER



Hoje dia 8 de Março de 2008, celebra-se mais um dia da MULHER. Interessante. Para mim que sou MULHER, todos os dias são meus, não sei porque existe um dia especial, mas enfim. Se perguntar-mos às mulheres que hoje freneticamente vão comemorar o dia da MULHER porque é que este dia existe, a maioria não saberá, e responderá que também tem direito a um dia.

Esquecem-se ou não sabem que este dia comemora a morte de cento e tal mulheres, no ano de 1857 numa fábrica em Nova York que por reivindicaram, apenas, que de 16 horas de trabalho, passassem a ter 10 horas de trabalho diário, foram fechadas na fábrica onde trabalhavam e foi declarado um incêndio onde todas essas mulheres morreram. Foi por isso que foi institucionalizado o dia mundial da MULHER.

Logo, não entendo como é possível, a maioria das mulheres deslocarem-se hoje, dizendo alto e bom som, que hoje é o dia da MULHER, e como tal vão para as discotecas, assistem a um strip masculino, e ficam todas felizes porque comemoraram o seu dia.

Recebem dos maridos, companheiros e amantes uma flor como símbolo deste dia ....,

que raio de dia,

quando a maioria das MULHERES deveriam levar essa flor a um cemitério qualquer e depositá-lo na campa de uma mulher qualquer, que já existiu, que trabalhou, que foi mulher e agora tem o corpo material debaixo de uma pedra ou de um monte de terra, e a sua alma e espírito a vaguear por ai, muitas vezes atormentado por não ter tido a coragem de quando apanhava "pancada" desse ser humano que estava a seu lado, e que lhe entregava uma flor no dia da MULHER, não lhe ter "enfiado" a flor pela boca abaixo, de preferência uma flor com espinhos para doer, para ele sentir os espinhos que lhe cravava quando lhe apetecia descarregar em alguém.

Por tudo isto não entendo a alegria de comemorarem este dia com uma ida a um sitio tão banal e até repudiante, pagando para ver um homem em slips.

Se juntássemos esse dinheiro, talvez desse para construir um pequeno memorial, em homenagem ás MULHERES, isso sim, daria o gosto de depositar nele uma singela flor, em homenagem a um ser que na maioria consegue ser MULHER, AMANTE, AMIGA, DONA de CASA e MÃE.

Para todas essas MULHERES que lutam diáriamente para viverem, um abraço forte e cheio de coragem.


Ana Borges






4 comentários:

carlos freitas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carlos freitas disse...

Grande post, comentário ou como lhe costumam chamar. De Mulher, com M grande.

Anónimo disse...

Obrigado, meu comentador preferido. Sabes que este blogue, é para mim simplesmente um "diário", ou seja é um local onde quase anónimamente escrevo o que me dá na real gana, e quando me apetece ser directa, o que eu chamo honesta, digo o que penso, porque não me preocupo com o que algumas mulheres irão pensar, sobre o que para elas é tão importante. Mas enfim. Já me conheces, acho eu.
Tua

Gonçalo disse...

A dádiva de uma flor nunca poderá ser entendida como um gesto indelicado, poderá ser sempre entendido como uma homenagem à mulher, pelo seu presente, e pelo passado que falaste:)
Um agradecimento especial às mulheres!:)