terça-feira, 22 de dezembro de 2009

DAVID FONSECA, E EU FUI VÊ-LO AO VIVO......




Finalmente, Finalmente......

E tudo graças ao meu Manuel, que me comprou os bilhetes e fez o "frete" de me aturar, quer dizer de aturar a música de David Fonseca, mas enfim, como sabe que eu sou fã, não daquelas que pertencem a clubes que se dão ao trabalho de ir para todo o lado atrás do seu ídolo, eu sou só uma pequena e moderada fã, mas assumo que gosto de David Fonseca e que tenho todos os CD's e Dv's dele, ai isso é verdade, e que adoro a voz dele, a sua simplicidade onde ele esconde o seu vedetismo, adoro as All Star, sou fã delas tb, enfim, depois de se ultrapassar certa barreira da idade, que se lixe o que pensam os outros só interessa o que eu penso e o que o meu Manuel aprova.

Viva a terceira idade.

AnaBorges

2 comentários:

Gonçalo disse...

Qual terceira idade, qual quê? Vocês são do espírito mais moderno que posso conhecer.

Adoro David Fonseca, tenho inveja de quem foi ao CAE e não me levou, mas acredito que tenha sido um momento único. Também o foi para mim!

Apenas deixo aqui uma nota para a reflexão. David Fonseca é melhor a cantar do que a conversar. Parece-me, tanto nos intervalos das músicas, como nas entrevistas que dá.

Um beijo grande e feliz ano novo!

:)

carlos freitas disse...

Mas levou com umas provocações "zinhas" à mistura e até respondeu. Enfáticamente, mas respondeu. E, quando lhe perguntaram pelo Morricone, sorriu. Sorriu ao maior "fazedor" de composições. Coisa que Fonseca anela. Embora bom, não assim tanto. Estamos velhotes mas sabemos "olhar", presentir, adivinhar, tudo coisas que se vão apreendendo na puta da vida. Numa quase sábia mistura entre delicadeza no viver, saber estar com os outros, nem longe, nem demasiado perto, respeitar diferenças, viver com as próprias e deixar andar o barco. Ao sabor do vento (que bom!) e das marés, que são elas que ditam quando se sobe e quando se desce. Um pouco como o Fonseca faz e bem!
Abraço a ambos. Ao Gonçalo e ao Fonseca.